voce nunca esquece uma história

Você nunca esquece uma história

Aqui na empresa, falamos sobre contar histórias poderosas de manhã, à tarde e à noite. Usamos histórias para ajudar um político a contar melhor uma história, um CEO com sua apresentação e um autor para elaborar uma trama que pode abalar a sociedade como a conhecemos. Também usamos histórias em sessões de consultoria privada com um marketeer, gerentes de marca e produto ou consultores de imagem ao descrever a narrativa de uma campanha, antes ou durante os processos de desenvolvimento de produto geralmente imprevisíveis e confusos ou no planejamento do lançamento de um produto. Você precisa de uma história? Talvez apenas para treinar sua equipe? Quaisquer que sejam suas necessidades, estamos aqui para ajudá-lo. Você pode pensar que não precisa de nós para alinhar uma história melhor, mas você precisa!

  • Por que contamos histórias?
  • O que é um contador de histórias?
  • Quem se torna um contador de histórias?

Somos todos Storytellers

Você se torna um contador de histórias quando descreve a jornada de um usuário (um leitor, um cineasta, um jogador de jogo, um cliente e assim por diante) através de uma experiência ou quando organiza uma apresentação, por exemplo, para garantir que sua mensagem seja coerente e robusta.

Não é apenas aqui, todos nós, em todos os lugares, o tempo todo, usamos histórias no trabalho ou fora com nossos amigos. Muitas vezes nos transformamos em histórias elaboradas enquanto descrevemos nossas aventuras de fim de semana, nossa jornada para casa após uma viagem para o supermercado ou numa viagem desastrosa para visitar a nossa sogra.

Por que Histórias?

Não precisamos de antropólogos para nos dizer que contar histórias é fundamental para comunicar o que se passa em uma mente para outra, mas também para a própria existência humana, nós instintivamente sabemos disso. Como as histórias são naturais para todos nós, literalmente sentimos que as conhecemos da mesma forma que um pássaro sabe como construir um ninho. Portanto, contar histórias é uma experiência comum a todos os grupos e culturas humanos conhecidos. Envolve uma troca simbiótica entre o contador e o ouvinte, um tipo de troca da qual estamos sempre cientes. E que aprimoramos em nós mesmos desde a infância. Podemos não estar cientes das palavras “persuasão, negociação e vendas”, mas sabemos como nadar naquele mar, uma vez que somos confrontados com a água. Assim como o cérebro detecta padrões nas formas visual e auditiva, também detecta padrões e tenta extrair informações.

As histórias são padrões reconhecíveis e, nesses padrões, encontramos significado. ‘Usamos histórias para dar sentido ao nosso mundo e para compartilhar essa compreensão com os outros. Eles são o sinal dentro do ruído ‘. Nosso impulso de detectar padrões de história é tão poderoso que os vemos mesmo quando não estão lá. Nosso cérebro sabe que as histórias são ferramentas fabulosas, nossos cérebros anseiam por histórias! Nossos cérebros são uma enorme coleção de histórias criadas espontaneamente, criadas conscientemente, simplesmente criadas, simplesmente adquiridas, simplesmente transformadas e reinterpretadas! Os cérebros são máquinas de histórias, e aí reside nossa alma, definida por eles.

Histórias Corporativas

E quanto ao empresário, há tanta informação a que o consumidor está exposto que faz com que seja fácil para um negócio se perder no meio do barulho. Uma empresa pode estar vendendo algo que é melhor do que seus concorrentes, mas a tomada de decisões é mais emocional do que lógica, portanto, contar uma história, por mais clichê que possa parecer, pode ajudar a distinguir sua empresa dos concorrentes. Afinal, as histórias são formas de comunicação altamente estruturadas e intuitivas, de modo que ajudam na compreensão do público de “o que você quer dizer” e no envolvimento com sua mensagem. Há uma máxima nos círculos de narrativa que é absolutamente verdadeira: “seu público pelo menos se lembrará de sua história, mesmo que se esqueça de todo o resto”.

James McSill
james@mcsill.com

Um dos consultores de histórias mais bem-sucedidos do mundo, autor, conferencista e filantropo.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

B! Storytelling