A narrativa nas cerimônias de posse

A narrativa nas cerimônias de posse

Passadas as eleições, vêm os políticos e a pompa que acompanha as cerimônias de posse de governadores e de outros membros do seu gabinete.

O Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e outras entidades de segurança desfilam pelas ruas da cidade. Há apresentações em teatros, missas e orações em igrejas e muitas pessoas importantes dão o ar da graça. Representantes da sociedade civil, empresários, políticos e comandantes das forças armadas também comparecem.

Sempre que fotografo eventos como esse, gosto de aparecer cedo. Chegar cedo me permite passear e tirar fotos interessantes antes do início do evento. Uma vez começado, há muito pouco que não é coreografado, mas eu acho que algumas das melhores fotos também acontecem depois. Por causa disso, o começo e o fim são onde eu gosto de focar a maior parte da minha atenção.

Cerimônias de Posse

Ratinho Jr.
Cerimônia de Posse do Governador do Paraná

Por exemplo, na cerimônia de primeiro de janeiro, encontrei uma linda árvore florida na frente do palácio e alguns apoiadores estavam em pé na frente. Esta primeira imagem preparou o cenário para mim. Eu andei ao redor para fotografar pequenos momentos de pessoas presentes. Eu vi uma personalidade da TV local entrevistando o comandante dos bombeiros e consegui uma foto de perto de um dos artistas que praticava sua performance antes do evento. Também consegui entrar com a imprensa dentro do palácio, onde o governador e os membros do governo davam entrevistas à TV.

Durante a recepção dentro do palácio, eu fotografei o governador e sua esposa com a Bíblia que ele usou para sua cerimônia de juramento. Foi presente de seus pais e ele falou eloquentemente sobre isso durante seu discurso.

Narrativa de Eventos Políticos

joão doria
Cerimônia de Posse do Governador de São Paulo

Imagens como essas apoiam a narrativa de eventos políticos, deixando de lado a política em si, e focando na história que o momento significa. Acredito que um pouco desse sentimento tenha se perdido ao passar dos anos, pois ao acompanhar a cobertura da imprensa, o que vemos são apenas polêmicas e a informação sem “alma”. Gostaria que houvesse mais agências de notícias que tivessem esse mesmo olhar, na qual a aplicação de uma narrativa perspicaz leva à conexão, e não apenas os tradicionais photo-ops para estampar as capas de jornais.

Nota: Este texto não visa exaltar ou mencionar políticos ou cerimônias de posse em especial. Apenas foca no trabalho de fotógrafos que buscam criar uma narrativa com as fotos que produzem.

Traduzido e adaptado livremente para a realidade brasileira de CSIndy.com

Thiago Amadigi
Thiago Amadigi
thiago@bstorytelling.com.br

Co-founder da B! e filmmaker. Star wars, vídeo game e Madonna, sempre. Tenho dificuldades para me equilibrar na cadeira do escritório. Gosto de discutir os grandes temas da vida: MasterChef, política e cinema. Nessa ordem.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!