storytelling

4 maneiras de melhorar o storytelling na construção da sua marca

O storytelling é uma ferramenta poderosa para atrair audiência. Muito mais que um método para contar a história de quem você é, o que você faz e o que você espera do público, é também uma forma de estabelecer uma relação pessoal com a sua audiência e criar uma plataforma atrativa para sua marca.

Catherine Howell é fundadora e CEO da Eight Loop Social e da Facebook Ads Academy. Ela atingiu mais de 10k visualizações em um vídeo do facebook sendo sincera e verdadeira – uma técnica simples do storytelling. Dessa forma, a audiência e os clientes pode se sentir genuinamente conectados com quem você é, incentivando a confiança e a vontade de trabalhar com sua marca no futuro.

Essas são algumas dicas apresentadas por Catherine para aperfeiçoar o storytelling digital. Segundo a experiência dela, essas são as 4 coisas que você precisa fazer para melhorar sua narrativa.

Saiba quem é sua audiência e o que você deseja alcançar

O primeiro passo antes de criar seu conteúdo é compreender com quem você quer falar. Depois de fazer isso, é importante separar o público em várias personas que compõe a audiência.

Infelizmente a maioria das marcas não se aprofunda ao mapear sua audiência, e acaba produzindo um conteúdo amplo e genérico ao invés de criar um conteúdo confiável.

Catherine explica que depois de definir suas personas, o próximo passo é estabelecer os pilares da comunicação que são necessários para ajudar a marca a alcançar os resultados esperados – conscientização, consideração, compra e lealdade. Se o objetivo é conscientizar o público sobre um produto novo, os pilares podem envolver o compartilhamento de resenhas, soluções para problemas e experiências fornecidas pela comunidade.

Seja específico

A chave para criar vídeos espetaculares no storytelling é ser específico. Reforçar determinados momentos e experiências ajuda a marca a se conectar em um nível muito mais profundo com o público.

Por exemplo, se você vende cartões de aniversário, um vídeo que mostre alguém recebendo um cartão não vai despertar tantas emoções quanto um momento específico, como o aniversariante soprando as velas. Essa imagem pode desencadear em nossa memória uma conexão com muito maior com o produto, estimulando ainda mais o interesse.

Todos os vídeos de Catherine estão relacionados a momentos específicos de sua vida, momentos pelos quais ela sabe que provavelmente a audiência já passou. Ao invés de apenas descrever uma experiência, é melhor oferecer detalhes minuciosos – o que estava fazendo ou sentindo. Dessa forma é possível criar um vídeo muito mais convincente para a audiência, fazendo com que o público participe da experiência ao invés de apenas ser uma testemunha.

Simples é melhor

A autenticidade é algo que nos atrai como seres humanos. É a coisa mais simples, e provavelmente a mais difícil de ser vinculada à uma empresa. É por isso que, neste caso, a utilização de palavras consideradas clichê pode aumentar as suas chances de sucesso. Seja autêntico, o mais simples pode ser o melhor. Tentar polir demais as coisas na esperança de torna-las melhores pode ter um resultado bem diferente do esperado.

Se você conseguir transmitir uma mensagem com autenticidade e simplicidade, criará um exército de pessoas que o acompanhará e defenderá sua marca de possíveis ataques.

 

Compartilhe sua história

Ao escolher a melhor plataforma para seu conteúdo, é importante manter seu objetivo em mente e entender a comunicação do seu público – como e onde ela ocorre.

Por exemplo, um anúncio no rádio pode ser excelente no fortalecimento da marca, mas não é a melhor escolha caso você queira direcionar cliques para uma página. O facebook é uma boa opção para marcas e negócios que buscam uma forma de se conectar com seu público. Na plataforma, a audiência costuma ser muito ativa, tornando a rede social um instrumento essencial na construção da marca. Essa proximidade permite estabelecer um diálogo entre a marca e a audiência, além de aumentar a confiança do público.

Através do uso de conversas publicadas em grupos no facebook, é fácil obter informações a respeito do que o público está falando, o que eles querem e o que faz com que eles respondam da melhor maneira.

Esse post é uma tradução livre do artigo publicado pela Forbes.

Conheça mais sobre o Storytelling Corporativo

Guilherme Wordell
Guilherme Wordell
guilherme@bstorytelling.com.br
No Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.