Telltale games e a popularização dos games episódicos

Fundada por ex funcionários da LucasArts, desenvolvedora de jogos do grupo LucasFilms (Star Wars), a Telltale Games vem popularizando uma nova maneira de se construir e distribuir games.

Com um formato ousado em um momento em que muito se discutia sobre melhores formas de distribuição digital, a pequena gigante Telltale Games entrou num mercado acirrado apostando em focar em suas histórias e ressuscitar um gênero que no momento estava pouco presente no mercado, o point and click.

Seu primeiro grande lançamento já veio para mostrar o porquê estava ali. The Walkind Dead Season One foi um sucesso nas críticas especializadas, ganhando mais de 90 prêmios de Game of The Year. Mas por que tamanho sucesso?

The Walking Dead trazia uma nova narrativa para o universo das HQ’s e série de TV, sendo divido em 5 episódios principais e um extra. O foco do jogo sempre foi a história, deixando com que o jogador tomasse as decisões que afetariam o resto da história. Ajudar ou não alguém? Culpar ou absolver alguém? Acreditar ou não? Todas as decisões acabariam afetando de alguma forma a história no decorrer dos próximos episódios.

 

Games01 Decisões: afetam diretamente a história do jogo.

Lançados mensalmente cada um, o formato de distribuição funcionou muito bem para a proposta do jogo que acabou tendo uma sensação muito semelhante a seriado para os jogadores: aguardar até o próximo episódio para saber o que iria acontecer. E a Telltale trabalhou muito bem nisso. Soube amarrar os fãs com a história e fazer eles realmente se importarem com as personagens, elementos fortes em séries e filmes.

Este formato de game episódico, ou seja, jogos pensados como episódios e moldados para video games, funcionou tão bem que a Telltale não só produziu alguns outros jogos neste formato como influenciou outras produtoras a criarem títulos próprios, que por sua vez estão também sendo muito bem recebidos. Entre os outros jogos neste formato da Telltale, vale ressaltar a segunda temporada de The Walking Dead, outra narrativa baseada no universo de Game of Thrones, The Wolf Among Us e Minecraft: Story Mode . Outros títulos neste formato que valem a pena ser citados aqui que não são da Telltale: Life is Strange (Square Enix), Resident Evil: Revelations 2 (Capcom) e Blues and Bullets (A Crowd of Monsters).

 

Games02 Coleção de jogos já produzidos pela Telltale

Games episódicos não somente criam um sentimento que temos pelos seriados em um jogo, mas potencializam ainda mais o poder de uma história na mídia. Estes conseguem tirar um pouco da jogabilidade, que na maioria dos exemplos citados não tem nada refinado muito menos inovador, e colocar esses créditos na história do jogo. Essas “séries interativas” são uma ótima alternativa para fugir um pouco do mercado de games tradicional, e devem ser pelo menos experimentadas.

Felipe Kruger
Felipe Kruger
felipekrugersilveira@live.com
Sem Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.