Emoção conecta

Pense na última vez que você se sentiu conectado a alguém novo. Pode ter sido em um encontro, um jantar, não importa… Como começou a conexão?

Posso apostar que foi no momento em que você compartilhou sua história de vida!

Foi quando você deixou de falar só de coisas mundanas, seu emprego e seus hobbies e passou a falar sobre as suas histórias, quem você é e quem quer ser.

Cada história que desejamos compartilhar, e o jeito como compartilhamos, fala muito sobre nossos valores, crenças e quem realmente somos. Isso desperta emoção. E emoção conecta.

É daí que nascem romances e amizades.

E porque não… estratégias de marketing!

Ao invés de bombardear o seu cliente com mensagens sobre o seu produto, já experimentou construir uma relação emocional com ele?

Você não os diz o que fazer ou pensar: suas histórias mostram isso. Show, don’t tell!

Conectar, inspirar, criar relações e despertar emoções nos consumidores… é disso que se trata o brand storytelling, onde marcas valem muito mais que produtos.

Segundo Hannah Arendt “O storytelling revela significado sem cometer o erro de defini-lo.”

É o que o storytelling emocional faz pelas marcas: adiciona significado ao marketing, faz o consumidor sentir algo, e principalmente, sentir-se conectado.

Todos temos a necessidade de sermos compreendidos, aceitos, de ter alguém para entender o que nós passamos e para dividir nossos sentimentos.

Uma marca deve captar isso em suas campanhas!

Como a Dove, entendendo a constante luta das mulheres para obter padrões de beleza inatingíveis.

Como a Nike, entendendo toda a dor e desafio dos exercícios físicos.

Como a AirBnb, entendendo o sentimento de viajar e estar longe de casa e dando uma lição sobre sentir-se parte de uma nova cidade.

E melhor ainda se a marca conseguir nos revelar a melhor versão de nós mesmos, não só entendendo nossos anseios mas nos dando poder para enfrentar esses conflitos!

A Dove encoraja mulheres a mostrar as suas reais belezas, a Nike incentiva todos aqueles que fazem exercícios a se enxergarem como verdadeiros heróis e a AirBnb oferece não somente um local para dormir, mas uma casa aconchegante em seu novo destino.

 

Como não se sentir conectado a estas marcas? Se alguém descobrir, me avisa!

 

Fazer alguém sentir. É assim que se cria conexão:)

 

Gabriela Kinaske
Gabriela Kinaske
gabriela@bstorytelling.com.br

The relationship between people and marketing is becoming more and more multisensory. This means that the value of a brands exists and is sustained by emotional plans, coexisting with business plans and objectives. Storytelling uses emotional aspects of communication and is one of the most powerful ways to communicate a brand. Giving products and services an identity, by capturing and creating authentic stories, takes the public to an immediate connection. Knowing, understanding and reproducing the story of your brand is a strategy that follows the changes of a highly complex market.

No Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.